2012/08/21

Gravidade, a fraca.

Segue um comentário que enviei por email ao pessoal do Jovem Nerd sobre o último episódio.

No ultimo Nerdcast (#324 – Alô criançada, o Bóson chegou!) vocês comentaram sobre a força menos conhecida na teoria unificada, a gravidade, me lembrei de uma forma bem pratica de compara-lá com outra força bem ligada ao nosso dia-a-dia, a eletromagnética.

Segure uma moeda com o indicador e o polegar. Solte-a. A distancia ente a Terra e a moeda, a diferença de massa entre elas e a massa da Terra fizeram ela atrair a moeda. E olhe que a massa da Terra não é algo que de despreze. ;-)

Pegue a mesma moeda, segure-a da mesma forma, mas aproxime, por cima dela, um imã comum. Solte a moeda. O eletromagnetismo de um pequeno imã vence a gravidade da Terra e atrai a moeda para ele!

Será que vão ler?

2012/04/13

Para Jobs, acreditar na abordagem integrada era questão de retidão. “Fazemos essas coisas não porque somos fanáticos por controle”, explicou. “Fazemos porque queremos fabricar grandes produtos, porque damos valor ao usuário, porque gostamos de assumir a responsabilidade pela experiência completa, em vez de produzir porcarias como as que outras pessoas fabricam.” Ele acreditava também estar prestando um serviço às pessoas: “Elas estão ocupadas, fazendo o que sabem fazer melhor, e querem que façamos o melhor do que somos capazes. A vida delas é movimentada; existem mais coisas para fazer do que perder tempo pensando em como integrar seus computadores e aparelhos”.
Mais trechos podem ser lidos em http://veja.abril.com.br/livros_mais_vendidos/trechos/steve-jobs.shtml