2010/03/23

O livro de Eli

Ontem eu assisti o filme O livro de Eli.

Forçaram demais a amizade ao mostrar a fodidez do Eli (Denzel Washington) quando ele, usando um facão, mata um brutamontes com uma serra-elétrica.

BTW, não sei se mais alguém percebeu percebeu uma mensagem subliminar: os conhecedores da lições de um mesmo deus se dividiam entre os que, deliberadamente, a deturpavam a seu favor e os que defendiam sua longevidade contradizendo-as, ainda que inconscientemente. Dejavu feelings total.

Ah, esqueci de avisar, este texto pode possuir spoilers.

5 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  3. Vixe, não citei o fato dele ser cego pois isto é totalmente fora de propósito no filme, além de forçar a barra.

    Sua observação procede totalmente: como ele para para observar o cadáver se é cego. Um "Dare Devil" olfativo? WTF?!

    Internamente eu apaguei este detalhe, e por isso concordo que o filme é muito bom.

    Sobre a remota possibilidade dele ser um novo Chuck Norris, pare de profanar ou ele vem te pegar! ;-)

    PS: desculpe pela demora em aceitar o comentário. Eu estava em férias. :-)

    ResponderExcluir
  4. gentem!!!!!!!! Vcs não pensaram na possibilidade de ele ter sido cego antes da guerra e ter voltado a enxergar por um milagre e assim se tornar um defensor da palavra de DEUS??? Pensem nissoe deixem de nóia...fiquem com DEUS e Eli e não cometam atos ilicitos senão o facão de ELI vem pegar vcs...

    ResponderExcluir
  5. Okami, ele olha o cadaver mais não se assutou pq o viu, e sim pelo cheiro forte. como sabemos alguns ganham vantagens a mais nos outros sentidos. e você pode observar que ele fica tocando o cadaver pra procurar algo de importante e não fica olhando diretamente pra encontrar, como vimos quando ele desçe a mão da calça até as botas.

    ResponderExcluir